Como se faz para garantir que os funcionários adotem o negócio social

Como se faz para garantir que os funcionários adotem o negócio social

Os negócios sociais possuem um potencial para aumentar a renda, cortar gastos e melhorar relacionamento entre clientes. Porém apenas uma coisa pode te impedir de ter sucesso na implementação de produtos sociais: os funcionários. Se eles não utilizarem ou não participarem com entusiasmo nesta jornada, sua iniciativa de negócio social não tem a menor chance de sobreviver.

Por isso apresentarei dicas para garantir que seus funcionários adotem o negócio social:

1- Não gere mais trabalho. Se seus funcionários sentirem que você está acrescentando mais um obstáculo para que eles devam superar, todos ficarão, compreensivelmente, relutantes e até mesmo ressentidos;

2- Mostre os resultados. É difícil argumentar contra fatos, especialmente quando estão diretamente ligados a dinheiro;

3- Torne pessoal. É importante oferecer métricas sobre como a adoção do negócio social pode ajudar a empresa, mas sejamos sinceros: todo mundo quer saber o que tem a ganhar com isso, pessoalmente;

4- Ofereça treinamento. Alguns de seus funcionários podem ter crescido com Facebook, Twitter entre outros, e para eles, o negócio social faz sentido. Porém para outros funcionários nunca Curtiram ou Tuitaram nada;

5- Identifique os entusiastas. Entusiastas por tecnologias de redes sociais podem ser contagiosos, e para o sucesso do seu negócio social é fundamental identificar estes entusiastas e dar a eles a abertura para fazerem e mostrarem suas habilidades.

6- Divulgue sucessos sociais. Conforme seus funcionários começam a expandir o uso de ferramentas de negócio social, divulgue o sucesso;

7- Meça para que interessam. Avalie o que funciona e o que não funciona em sua iniciativa de negócio social, e compartilhe esses dados com seus funcionários. Assim eles poderão compreender o que importa e como o papel deles está relacionado;

8- Seja paciente. Os funcionários não se tornarão especialistas ou serão convertidos da noite para o dia. A disposição e a eficiência com que eles usam as ferramentas sociais dependem da idade, experiência, dentre outras questões;

9- Ouça e aprenda. Erros irão acontecer; é garantido. O mais importante é que você ofereça a seus funcionários um meio para relatarem o que está errado e por que, assim utilize essas informações para melhorar o produto social.

Fonte: InformationWeek
Anúncios

Como usuários interagem no Google+

título Usuários Google+

Confira o infográfico abaixo, que apresenta alguns dados de como os usuários interagem no Google+, que de acordo com o Google é a rede social que mais cresce no mundo.

Infográfico Como usuários interagem no Google+

Fonte: Assuntos Criativos

Fandalism: A Rede Social para Músicos

A Fandalism é uma rede social dedicada aos músicos profissionais ou entusiastas. Uma vez cadastrado o usuário pode mostrar seus talentos e ampliar sua rede de contatos.

É possível buscar membros de acordo com o estilo musical, idade, sexo, tipo de instrumento, localidade e envio de conteúdo mais recente. Quando o sistema de busca encontra um perfil de seu interesse, são exibidas informações sobre o músico ou banda em questão e as referências musicais. Isso, claro, se o alvo da busca tiver todas essas informações preenchidas.

Como se tornar membro

Para fazer parte da Fandalism é preciso receber um convite através de um aplicativo para Facebook. Mas, na “Home” da rede social há uma opção de cadastro por email.

O usuário pode preencher o perfil com dados sobre trabalho e hobby, além de anexar vídeos postados no YouTube e áudios do SoundCloud na sua página. Há também espaço específico para letras de músicas e customizações comuns em qualquer rede social.

Pode-se ainda fornecer qualificações positivas a trabalhos de outros membros no botão “Give Props”, segui-los como no Twitter, trocar mensagens privadas e compartilhar o conteúdo no Facebook.

Fonte: TechTudo

Conheça Cowbird, rede social para quem gosta de contar histórias

Quem gosta de ler e contar histórias agora tem a opção de uma rede social específica para isso: o Cowbird. O serviço possibilita um ou mais autores contarem histórias a partir de imagens, tornando um grande coletivo cultural.

O Cowbird foi criado pelo americano Jonathan Harris, o qual define a rede social como uma biblioteca pública da experiência humana. Além das historias pessoais, a rede também começa a experimentar formas de jornalismo participativo.

Com predominância americana – são mais de 3 mil histórias vindas dos EUA, seguida por apenas 500 do segundo colocado, o Reino Unido – o intuito é expandir para mais países, fomentando o jornalismo participativo e dando uma nova perspectiva de acontecimentos importantes como o terremoto no Japão ou a guerra do Iraque.

O Brasil pode representar um mercado promissor para o Cowbird, pois segundo uma pesquisa da Câmara Brasileira do Livro (CBL), com a baixa nos preços de livros, o brasileiro está lendo mais. Unindo isso ao crescimento das redes sociais no país (que em 2011 fizeram os brasileiros ficarem quase 5 horas conectados ao Facebook, Orkut ou Twitter, segundo a comScore), possivelmente o Cowbird tem um grande campo a explorar.

Fonte: TechTudo

Você aceitaria o desafio de 1 milhão de comentários em um post no Facebook?

Facebook Um Milhão de comentários em um post

Americana, em conjunto com um de grupo de 107 pessoas, aceitou o desafio e embarcou criando a postagem mais épica do Facebook com 1 milhão de comentários em um único post na rede social.

Em uma entrevista ao canal Fox40, Cathy Matthews, uma das participantes da postagem épica, afirmou que aproximadamente 107 pessoas participaram da postagem, isto significa que cada usuário participante postou, em média, mais de 9.300 mensagens. Contudo, grande parte do que era escrito não apresentava nenhum conteúdo importante.

O objetivo o objetivo da façanha foi entrar para o Livro dos Recordes, que hoje, o detentor dessa estranha conquista é um italiano que recebeu 529.335 comentários em um único post. O feito já foi enviado para avaliação e os participantes estão no aguardo da resposta do Livro.

Fonte: Tecmundo

Rede Social para os Amantes do LEGO

Logo ReBrick

O ano de 2012 será das redes sociais e seguindo essa tendência, o Rebrick foi lançado. Rebrick é uma rede social voltada para os fãs da marca LEGO. Os usuários da rede podem compartilhar e encontrar todo tipo de conteúdo relacionado aos famosos bloquinhos coloridos da LEGO: vídeos, posts, fotos das genais construções de LEGO e artigos sobre o assunto. A rede social permite também que os usuários se conectem com outros usuários fãs da marca.

Rebrick

Embora, inicialmente, o Rebrick não tenha finalidades comerciais, a plataforma conta com o apoio institucional da própria empresa LEGO, que oferece um hub de discussão para apaixonados. Outro fator que podemos destacar é que o Rebrick não permite a publicação de conteúdo diretamente em suas páginas, assim todos os usuários compartilham os dados por meio de links para outros sites, como Flickr e YouTube.

Confira algumas imagens:

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

4 Dicas para Manter Sua Conta do Facebook Protegida

Proteção facebook Dicas

Em 2011, diversos problemas de segurança e privacidade atingiram o Facebook, até mesmo o próprio perfil do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, foi invadido, e dezenas de fotos privadas dele foram compartilhadas na internet.

A rede social confirmou o problema, porém se defendeu informando que a quebra de segurança só existiu por um curto espaço de tempo e que já fora corrigida.

Mike Geide, pesquisador de segurança da Zscaler ThereatLabZ, afirma que os hackers estão  promovendo ataques cada vez mais sofisticados, e por conta disso a segurança do Facebook está sendo bastante modificada, embora, certamente, ainda haja espaço para melhorias.

Por este motivo confira 4 dicas para manter sua conta do Facebook protegida:

Ative a navegação segura da plataforma (Criptografia SSL)

No passado, o Facebook só utilizava o HTTPS – protocolo mais seguro que o tradicional HTTP – na página em que se preenchia nome de usuário e senha.  Porém, agora, a rede social permite a utilização de criptografia SSL a todas as partes da plataforma. Um recurso essencial quando você estiver acessando a sua conta em computadores públicos, aeroportos, livrarias e lan houses.

Para ativá-lo, visite as configurações de sua conta e selecione “Segurança” à esquerda. Você verá se a “Navegação segura” está habilitada ou não. Clique em “Editar” para ligá-la.

Cuidado com o que compartilha

Informações que você deixa visíveis no seu perfil podem parecer inofensivas, porém são ótimas dicas para hackers. Evite data de aniversário, nome de animais de estimação, check-ins em bancos, caixas eletrônicos e na própria residência.

Quanto menos informações você fornecer para os hackers, menor serão as chances dele ganhar a sua confiança e, por exemplo, não conseguir convencê-lo a clicar em um link malicioso.

Use aplicativos e games com moderação

Verifique com atenção as permissões solicitadas por cada aplicativo, especialmente os que pedem autorização para escrever nos murais de amigos, pois isso serve para propagar um suposto golpe. Fique atento também com os dados a que eles pedem acesso, como fotos ou mensagens a amigos.

Saia de sessão quando terminar

Esta é uma dica antiga e boba, porém muitos usuários do Facebook não realizam a simples ação de “log out”. Quando terminar de usar a rede social tenha a certeza de que você fez o log out. Isso serve como precaução contra “pragas”, como “likejacking”, que acessam contas que estejam abertas do Facebook.

Fonte: IDGNOW