Em que momento o consumidor desiste da compra online?

comprar-pela-internet

Você sobe quantos visitantes do seu comércio eletrônico desistem da compra e abandonam o site?  E sabe a razão pela qual eles fazem isso?

Essa duas perguntas são fundamentais para a construção de uma loja virtual, seja ela para oferecer produtos ou serviços e compreender o “porque” o ajudará conseguir melhores resultados.

A ORC International realizou uma pesquisa em 10 países (Austrália, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, França, Alemanha, Japão, Coréia do Sul e Reino Unido) com 10 mil pessoas e com o objetivo de descobrir as preferências, hábitos e apercepção dos consumidores com relação às compras online.

A pesquisa revelou dados bastante curiosos:

  • 67% dos entrevistados no mundo e 53% no Brasil, o preço do frete é o que os fazem desistir das compras;
  • 47% no mundo e 48% no Brasil, as tarifas e impostos adicionais fazem com que os internautas desistam da compra;
  • 39% no mundo e 45% no Brasil, o principal fator no momento da comprar está no tempo de entrega.

O levantamento ainda indica os tipos de produtos que são mais propensos à compra online:

  •  58% no mundo e 63% no Brasil, costumam comprar livros, vídeos e música, com 58%
  • 41% no mundo e 59% no Brasil, adquirem hardware de computadores e software
  • 38% no mundo e 66% no Brasil, compram aparelhos eletrônicos
  • A categoria de vestuário é a menos popular com apenas 11% dos brasileiros.

 

 Fonte: Midiatismo; Portal Educação
Anúncios

Usuários do Facebook Não Gostaram das Alterações

 

facebook-do-not-like-button2

 

Cerca de 56% dos usuários do Facebook não gostaram das alterações, de acordo com uma nova pesquisa feita pela empresa Gallup nos EUA.

A pesquisa, realizada por telefone com 2.000 pessoas, descobriu que 26% das pessoas que utilizam o site diariamente estão “muito preocupados” sobre a privacidade, ao contrário das 35% que usam a plataforma uma vez por semana.

Esses números são significativos em vista da funcionalidade da nova Timeline do Facebook, que dá aos usuários a oportunidade de compartilhar suas histórias mais importantes no site e informações mais específicas para os anunciantes.

As mudanças não foram visíveis para todos e apenas 34% das pessoas entrevistadas estavam cientes delas e desses usuários, 56% não gostaram delas e 36% aprovaram as alterações.

A pesquisa mostra que, apesar do Facebook estar presente na vida de milhões de pessoas, para muitos ainda é apenas uma curiosidade.

O que você acha? Você gostou das novas alterações do Facebook? Deixe-nos saber nos comentários.

Fonte: Mashable

Textos são 160% mais Visualizados quando Compartilhados via Facebook e Twitter

Facebook-Twitter-integrar

A HubSpot realizou uma pesquisa com mais de 5 mil blogueiros, com o objetivo de analisar a amplitude de suas publicações, tanto aquelas que foram compartilhadas via Facebook e Twitter, como as que não foram compartilhadas pelas as duas redes sociais.

Como resultado percebeu-se que os links dos posts compartilhados no Facebook e Twitter aumentam a visualização da publicação em 160%. E de acordo com a pesquisa os textos compartilhados no Twitter são 63% mais visualizados do que aqueles espalhados no Facebook.

A divulgação no Facebook e Twitter também aumenta significantemente o número de links de entrada que um post receberá, isto é, textos compartilhados no Twitter conseguem 54% mais links de entrada do que os compartilhados no Facebook, e 113% mais do que os posts que não foram compartilhados nas redes sociais.

Outro dado interessante é que os posts compartilhados no Facebook e Twitter geram 55% a mais de comentários do que aqueles que não foram divulgados.

Confira o gráfico:

 

PageViews

Fonte: Mídias Sociais

Facebook: 34% do tráfego vem dos buscadores

A PageLever apresentou um estudo relacionado às fan pages do Facebook e os dados revelaram que 34% dos acessos à rede social provém dos mecanismo de busca. Isto significa que os administradores das fan pages devem considerar, e muito, a otimização de suas páginas nos buscadores.

Destaque para o buscador Google com aproximadamente 28% de tráfego, em segundo o Yahoo com 2,3% ( surpriendendo a todos), em terceiro Youtube com 4,1% e por fim Ging entregando 2,3%.

Pesquisa Facebook sobre fan pages

A PageLevel utilizou dados de 1,000 fan pages com aproximadamente 10 mil fãs, entre Janeiro e junho de 2011.

Por isso fica a dica, sempre adote as estratégias básicas de SEO, desta forma você estará aumentando as chances dos usuários acessarem a sua página no Facebook.