Google+ ultrapassa 62 milhões de usuários

Logo rede social Google+

O Google+ começou o ano com números bem positivos. A rede social do Google ultrapassou a marca de 62 milhões de usuários em dezembro de 2011. De acordo com Paul Allen, especialista em análise de estatísticas e fundador da Ancestry.com, a rede social tem uma forte possibilidade de atingir 100 milhões de usuários em fevereiro deste ano.

Allen prevê também que, se a empresa continuar neste ritmo, com mais de 625.000 cadastros diários, ela alcançará 200 milhões de cadastrados em agosto, e 300 milhões de usuários em dezembro de 2012.

Segundo o analista, a popularização da rede foi devido a uma série de fatores:

Os feriados de final de ano, os comerciais na TV, além de apelos de marcas e celebridades ajudaram o Google+ a chegar a esse resultado.

Apesar dos números serem animadores, o Google+ precisa percorrer um longo caminho se comparado com o seu principal concorrente, o Facebook, que possui os impressionantes 800 milhões de usuários cadastrados.

Fonte: Veja Abril

Anúncios

Google+ Provoca Facebook com Propaganda para Televisão

logo-google-plus

O maior buscador da Internet, Google, está investindo cada vez mais em sua Rede Social: Google+ ou Google Plus. A empresa divulgou uma nova propaganda com duração de um minuto e trinta segundos, que passou nas televisões americanas.

O vídeo, intitulado “Sharing but like real life“, traduzindo “Compartilhar, mas como na vida real” mostra como o compartilhamento na rede virtual é igual ao da vida real, isto é, as pessoas costumam dividir suas informações e experiências em círculos sociais.

Acredita-se que o vídeo é mais uma forma de provocar seu principal concorrente, o Facebook, e outras redes sociais que possuem problemas com privacidade, expondo demais a vida das pessoas.

Confira o comercial:

 
Fonte: Mediatismo

Google Anuncia Novas Ferramentas para o Google+

googleplus1

O Google anunciou nesta semana mais novidades para o Google+. De acordo com o blog do buscado as novidades ainda não estão disponíveis para todos os usuários, porém vamos apresentá-las aqui neste post:

 

Google+ What’s Hot

Uma espécie de Trending Topics do Twitter, que informará o assunto que mais está sendo comentado no Google+.

 

Google+ Ripples

Uma ferramenta que informará o quanto os posts foram visualizados e compartilhados. Essa novidade é interessante, pois desta forma o usuário poderá identificar qual assunto é mais interessante para os seus amigos do círculo.

Google+ Creative Kit

Uma ferramenta de edição de imagens, e de acordo com o blog, será feita de uma forma fácil com uma interface amigável. A novidade permitirá adicionar diversos efeitos como a sensação vintage, snapshots e adicionar textos diferenciados nas fotos.

Google+ Creative
Fonte: Blog Google

Novas Páginas do Google+ para as Empresas

Coke-Image-cafeemarketing

 

Assim como o Facebook, o Google+ está no caminho para adicionar páginas específicas para as marcas. Embora pareça que vai acontecer a qualquer momento, a integração ainda não foi anunciada, porém enquanto isso, algumas empresas já estão experimentando as páginas na rede social, incluindo a Ford, e desfrutando as possibilidades.

Existem várias barreiras que as empresas enfrentarão com as novas páginas do Google+ e um exemplo disso é o formato, que está um tanto rígido para manter o efeito de nivelamento.  Colin Murphy, diretor do social da Skinny, uma das agências que aceitaram o desafio de criar um layout para as novas páginas, diz que há vantagens potenciais no Google+: “A principal queixa entre os usuários do Facebook e do Twitter é que as marcas os bombardeiam com mensagens e anúncios que não querem ver.”  Murphy complementa: “No formato atual, o G+ não resolve esse problema, porém as “Páginas das Marca” conseguiram solucionar, se eles implementarem o mesmo sistema de círculos.”

Algumas agências  desenvolveram um layout de como seriam as páginas de grandes marcas como a Coca-Cola e páginas da marca Starbucks. Confira as imagens:

Fonte: Mashable Business

Facebook está Perdendo Usuários para os Concorrentes

google-plus-facebook-twitter

De acordo com Sean Parker, sócio do Facebook, cofundador do Napster e atual investidor do Spotify, a maior rede social do mundo não está mais em um crescimento de usuários como nos últimos meses. O Facebook está vendo diversos de seus usuários ativos migrarem para concorrentes como o Google+ + e o Twitter.

“A grande ameaça para o Facebook é que os usuários mais ativos estão indo para o Twitter ou para o Google+”, disse Sean Parker, durante o Web Summit 2.0, em San Francisco.

sean-parker-1

Parker critica a rede social de Mark Zuckerberg de não conseguir organizar e gerenciar o excesso de informações oferecidas aos usuários, o que consequentemente deixa grande parte usuários confusos com o serviço.

Você concorda com Parker, o excesso de informações disponíveis no Facebook está tornando a plataforma desagradável?

Fonte: TechTudo

Infográfico: Primeiras Estatísticas e Fatos do Google+

Infografico-Google-plus

Como esperado este é o primeiro infográfico de estatísticas do Google+. Nele podemos visualizar alguns dados interessantes:  72% do total de 26 milhões de usuários do G+ são do sexo masculino  e , por incrível que pareça, a pessoa que tem mais círculos dentro da rede social do Google é o Mark Zuckerberg, fundador do Facebook.

 

Infografico-Google-plus

Fonte: Digital Buzz

Tráfego no Google+ após Abertura ao Público

googleplus1

 

Todos estão acompanhando o progresso do Google+ e vimos neste mês que a rede social tornou pública as inscrições de novos usuários. Mas será que essa mudança funcionou a seu favor?

De acordo com o Co-fundador da Microsoft, Paul Allen, a resposta é sim. O Google+ cresceu de 28,7 para 37,8 milhões de usuários, isto é, um crescimento de 30% em dois dias após tornar-se pública. Ele também acredita que o número atual está mais próximo de 43 milhões de usuários.

A empresa Chitika Insights analisou o tráfego do Google+ ao longo de 2 semanas e apresentou dados muito interessantes. De acordo com o relatório existem certos picos no tráfego, cujo fluxo tende a flutuar constantemente. Isto significa que a rede social não consegue desenvolver um bom trabalho para manter seus usuários no site regularmente. Mesmo com o crescimento de usuários, o uso do site em si continua o mesmo.

O que você acha disso? Percebeu alguma mudança após a abertura do Google+ ao público?

 

Fonte: Social Media Today