Conheça Tagboard: buscador de hashtags de todas as redes sociais

Site reúne todas as hashtags postadas no Twitter, Facebook, Vine, Instagram, Google+ e App.net em um só lugar.

Tagboard-Site-buscas-hashtags-de-todas-as-redes-sociais
Tagboard é um site que permite busca por hashtags publicadas em todas essas redes sociais.O mecanismo de busca
encontra qualquer hashtags postadas no Twitter, Facebook, Vine, Instagram, Google+ e App.net.
Com esta ferramenta, o usuário elimina a necessidade de entrar em diversas redes sociais para buscar informações sobre um determinado assunto ou um tema. Outra vantagem do mecanismo de busca é que o usuário consegue curtir, comentar, retuitar e marcar como favorito o conteúdo que você buscou diretamente no resultado da busca.

Tagboard-Site-buscas-hashtags-de-todas-as-redes-sociais

Fonte: Target Trust
Anúncios

O Poder das Mídias Sociais para resolver os grandes problemas – Case Charity Water

O Poder das Mídias Sociais para resolver os grandes problemas -  Case Charity Water

O Case Charity Water mostra como as mídias sociais podem resolver grandes problemas.

A quantidade de histórias que surgem sobre o uso das tecnologias e mídias sociais, no mundo, para resolver os grandes problemas mundiais é enorme e cresce a cada dia.

Em função disso, apresentarei o resumo do case da Charity Water. O Case foi traduzido, resumido e divulgado por Fernanda Bornhausen Sá em 2011, porém é um exemplo a ser seguido até hoje.

Scott Harrison, um ex-promoter de moda e nightclubs, estava no seu auge. Ele tinha dinheiro, poder e belas namoradas. Mas junto com esse seu estilo de vida veio algo a mais que lhe inquietava: ele estava espiritualmente falido. Desesperado, ele queria mudar. Estava constantemente pensando: Como seria o oposto da vida que vinha levando? Ena busca por essa resposta, ele se registrou como voluntário em hospital flutuante que oferecia cuidados médicos nas mais pobres nações do mundo. Trocou  seu confortável apartamento por uma pequena cabine com beliches e companheiros de quarto, e os caros restaurantes por refeitórios com centenas de pessoas.

Harrison viajou para a África, servindo como foto-jornalista, e começou a ver um mundo completamente diferente do que conhecia. Logo na chegada no porto, a equipe médica do navio mostrou fotos de deformidades e doenças que eles poderiam aliviar, sendo que milhares de pessoas estavam esperando por cuidados e respostas para seus graves problemas. Harrison, através de suas lentes, começou a focar pobreza e dor, e a documentar os dramas e a coragem dessas pessoas. Depois de oito meses, Harrison voltou para  Nova Iorque, mas não para a sua antiga vida.

Ciente de que muitos dos problemas e doenças que viu durante a sua viagem eram causados pelo acesso inadequado à água potável, ele fundou a Charity:Water, uma ONG que visa levar água pura e potável para as pessoas das nações em desenvolvimento.

“Tudo começou com uma festa de aniversário”, conta Harrison. Harrison lançou a organização  no seu aniversário de 31 anos, pedindo a seus amigos que doassem  $31 dólares para seus esforços de levar água potável em vez de lhe dar presentes. As doações de amigos somaram $15,000 dólares e  ajudaram a implementar os primeiros trabalhos da  Charity: Water em Uganda.

O Poder das Mídias Sociais para resolver os grandes problemas -  Case Charity Water

E simples assim, a Charity: Water nasceu. Nos três anos que se seguiram, o desejo de aniversário de Harrison levantou $13 milhões de dólares, 1.548 projetos de água; e mais de oitocentas mil pessoas já foram beneficiadas com água limpa e tratada.

Com inovadoras e vencedoras campanhas nas mídias sociais, como o  Twitter Festival (chamado “O Twestival”) que levantou quase hum milhão de dólares em doações, ou a oportunidade para que outros replicassem festas de aniversário com doações para Charity:Water.

O sucesso da Charity: Water pode ser explicado de forma simples:

1) Contar uma história poderosa

2) Estabelecer uma conexão emocional

3) Ser autêntico

4) Usar Plataformas Poderosas.

Fonte: Clear Educação

The Single Flower: Site avisa quando alguém ficou solteiro e manda até flores

The Single Flower: Site avisa quando alguém ficou solteiro e manda até flores

Sabe aquela pessoa de quem você gosta, mas já está comprometida? Que tal receber um aviso de quando ela ficar solteira? A Giuliana Flores, uma das maiores floriculturas online do Brasil, está lançando um novo serviço chamado The Single Flower que faz exatamente isso: conectado à sua conta do Facebook, o aplicativo avisa você assim que a tal pessoa mudar seu status de relacionamento.

Para ter acesso à ferramenta, basta acessar este link. Uma vez na página do serviço, apenas conecte-se com a sua conta do Facebook e indique quais são as pessoas com as quais você gostaria de se relacionar, mas que no momento estão comprometidas. Se alguma delas indicar o fim do relacionamento, você receberá uma mensagem via e-mail.

Mas há aqueles que gostam de ser ainda mais ousados, então é possível já deixar programado o envio de flores, que serão entregues em até 24 horas após o recebimento da mensagem. “Assim ninguém perde tempo conferindo periodicamente o status de alguém no Facebook e nem a oportunidade de abordar a pessoa no momento ideal”, explica Eduardo Battiston, diretor executivo da Agência Click Isobar.

Fonte: Tecmundo

PUMA: Crie uma frase através da dança

Promoção PUMA: Crie uma frase através da dança

Esta interatividade vocês irão gostar muito, pois foi uma forma muito inteligente de conectar as pessoas. Desta vez foi através de mídias sociais e linguagem corporal. Como?

É o seguinte, a PUMA lançou um projeto muito interativo, o Puma Dance Dictionary, que permite através desta linguagem formar frases a partir de movimentos de dança. A plataforma fornece frases pré-prontas, em que você apenas escolhe uma ou duas palavras para complementar. Após sua escolha é só clicar em “get start” e pronto, o vídeo está exatamente como queria, podendo compartilhar nas redes sociais com seus amigos.

Claro que ação também tem um proposito além de interagir a galera nas redes, também é uma promoção que apoia a fragrância tanto para homem como para as mulheres da marca.

Crie sua frase: http://www.pumadancedictionary.com/

Veja o vídeo:

Texto produzido por

Foto do perfil de Vinicius Santos

Vinicius Santos
Analista de Monitoramento e Métricas
Twitter: @vine_bsantos
Site: A Boa de Hoje

Como se faz para garantir que os funcionários adotem o negócio social

Como se faz para garantir que os funcionários adotem o negócio social

Os negócios sociais possuem um potencial para aumentar a renda, cortar gastos e melhorar relacionamento entre clientes. Porém apenas uma coisa pode te impedir de ter sucesso na implementação de produtos sociais: os funcionários. Se eles não utilizarem ou não participarem com entusiasmo nesta jornada, sua iniciativa de negócio social não tem a menor chance de sobreviver.

Por isso apresentarei dicas para garantir que seus funcionários adotem o negócio social:

1- Não gere mais trabalho. Se seus funcionários sentirem que você está acrescentando mais um obstáculo para que eles devam superar, todos ficarão, compreensivelmente, relutantes e até mesmo ressentidos;

2- Mostre os resultados. É difícil argumentar contra fatos, especialmente quando estão diretamente ligados a dinheiro;

3- Torne pessoal. É importante oferecer métricas sobre como a adoção do negócio social pode ajudar a empresa, mas sejamos sinceros: todo mundo quer saber o que tem a ganhar com isso, pessoalmente;

4- Ofereça treinamento. Alguns de seus funcionários podem ter crescido com Facebook, Twitter entre outros, e para eles, o negócio social faz sentido. Porém para outros funcionários nunca Curtiram ou Tuitaram nada;

5- Identifique os entusiastas. Entusiastas por tecnologias de redes sociais podem ser contagiosos, e para o sucesso do seu negócio social é fundamental identificar estes entusiastas e dar a eles a abertura para fazerem e mostrarem suas habilidades.

6- Divulgue sucessos sociais. Conforme seus funcionários começam a expandir o uso de ferramentas de negócio social, divulgue o sucesso;

7- Meça para que interessam. Avalie o que funciona e o que não funciona em sua iniciativa de negócio social, e compartilhe esses dados com seus funcionários. Assim eles poderão compreender o que importa e como o papel deles está relacionado;

8- Seja paciente. Os funcionários não se tornarão especialistas ou serão convertidos da noite para o dia. A disposição e a eficiência com que eles usam as ferramentas sociais dependem da idade, experiência, dentre outras questões;

9- Ouça e aprenda. Erros irão acontecer; é garantido. O mais importante é que você ofereça a seus funcionários um meio para relatarem o que está errado e por que, assim utilize essas informações para melhorar o produto social.

Fonte: InformationWeek

Como as cores do site afetam nas compras?

O infográfico abaixo esclaresse a utilização das cores no e-commerce e o quanto elas podem afetar o comportamento dos consumidores.

Como as cores do site afetam nas compras?

Kiss Metrics criou um infográfico que explica como as cores afetam os consumidores nos sites de e-commerce, tal como o tipo de consumidores que cada cor atrai, como também outros elementos que podem influenciar na escolha por uma loja específica ou pela compra de um produto e/ou serviço.

Fonte: Ecommercebrasil

A Guerra Mobile acabou e os Apps ganharam: 80% do tempo gasto em Mobile são nos Aplicativos

Consumidores mobile apps

Apenas 20% do tempo dos consumidores americanos, em dispositivos móveis, é gasto na web. A esmagadora maioria, 80%, dedica seu tempo aplicativos (App): jogos, notícias, aplicativos de redes de utilidade, produtividade e social.

Segundo a empresa de análise Flurry, que rastreou o uso em 300.000 apps em mais de um bilhão de dispositivos móveis ativos, nós gastamos uma média de 158 minutos todos os dias em nossos smartphones e tablets. Duas horas e sete minutos desse tempo está em aplicativos, e apenas 31 minutos está dedicada em navegadores (Old-school).

A Guerra Mobile acabou e as Apps ganharam 80% do tempo gasto em Mobile são nas Apps

O estudo também revelou que dentro dos 158 minutos, 32% do tempo é gasto com jogos; 18% de todo o tempo é gasto no aplicativo do Facebook, um número que por si só supera todos os outros aplicativos de redes sociais, que combinados, os demais apps sociais só levam 6% do nosso tempo.

Flurry informou que as pessoas estão, cada vez mais, procurando novos aplicativos. De acordo com  o site, 7,9  aplicativos foram lançados por dia no segundo semestre de 2012 contra 7,5 por dia em 2011 e 7,2 em 2010.

“Acreditamos que os consumidores continuam experimentando novas aplicações, o mercado de aplicativo ainda está em fase inicial e ainda há espaço para a inovação, bem como aplicações revolucionárias novas”, informou Flurry.

Fonte: Venturebeat.com