Como criar a Landing Page perfeita para a sua campanha de E-mail Marketing

O melhor caminho para estabelecer uma relação comercial com os seus clientes, não é social media e nem o seu blog. É o e-mail.

O blog Kissmetrics explica que as pessoas esperam ofertas por e-mail.

“Com o e-mail, você pode “treinar” os seus clientes a que esperem por ofertas e ao mesmo tempo ensinar-lhes o seu valor, dia após dia.”

Se você imagina um ciclo de vendas em que seus clientes possam conhecer, gostar e confiar em você, o e-mail é a parte da “confiança”.

Mas como conseguir que as pessoas comprem de você depois de já ter “entregado o ouro” com o e-mail? Leve-os a uma Landing Page!

Uma Landing Page é a melhor forma para fechar um negócio

Primeiramente, quero falar sobre levar os usuários para a sua landing page.

Se você estabeleceu um ritmo regular de envio de e-mails aos seus potenciais clientes, eles provavelmente estão acostumados a receber conteúdo valioso e não somente comercial. A regra de ouro é uma proporção de 3 para 1 em se tratando de conteúdo não-comercial para conteúdo orientado a vendas.

O seu conteúdo deve ser bastante educativo, mas o seu principal objetivo é vender a sua oferta. Você precisa aplicar todas as suas melhores cartas de vendas em seus e-mails comerciais. Venda os benefícios, não os recursos. Responda as dúvidas dos seus clientes, providencie depoimentos. Agregue valor para que o preço pareça menor na comparação.

Quando eles estiverem quase prontos para comprar, você deve levá-los para a sua Landing Page, usando um call-to-action no seu e-mail, como um botão ou um link “comprar agora”.

Depois de conseguir que os usuários saiam do e-mail e entrem na sua Landing Page, o que fazer?

Para continuar com o conceito “conhecimento como confiança” nós temos que adicionar um botão “comprar”. A Landing Page permite que você transforme “confiança” em uma relação comercial com os seus clientes.

Você precisa criar uma Landing Page específica para a sua campanha de E-mail Marketing

Como falei anteriormente, você precisa criar diferentes Landing Pages para cada campanha ou produto que irá vender. Para ajudar no gerenciamento de cada campanha enviada, há muitas apps disponíveis. Eu recomendo entre outras, Doppler, MailChimp e E-goi.

Cada Landing Page tem uma proposta específica. Usar Landing Pages para as suas campanhas de E-mail Marketing tem como alvo principal vender um produto ou um serviço aos seus clientes.

Para ajudar você a criar uma Landing Page de sucesso para os seus esforços em E-mail Marketing, vou passar cinco dicas para fechar mais vendas.

1.   Faça com que o título da página coincida com a oferta do e-mail

Se você está oferecendo um curso online sobre “Como Treinar o seu Cão em 3 Semanas” e tem realizado um bom trabalho para vender o valor deste curso no seu e-mail, a sua Landing Page necessita ter o mesmo título.

A razão é simples. Você quer manter o fator “confiança”. Confiar é a base para qualquer transação comercial. Se a sua Landing Page apresenta algo totalmente diferente ou se ela não é objetiva em relação ao tema do curso “Como Treinar o seu Cão em 3 Semanas”, os usuários deixarão a página rapidamente, um pouco confusos e preocupados.

2.   Ter uma página bem projetada

A sua Landing Page deve apresentar uma aparência profissional para reforçar a confiança de que você a criou pensando nos seus clientes potenciais. Isso porque você estará pedindo às pessoas as suas informações de crédito e eles se tornarão mais cautelosos de imediato. Os seus “detectores de fraude” são fortes. Eles precisam de todas as garantias de que você não vai pegar o dinheiro deles e fugir.

Um design pobre com cara de que foi criado em 15 minutos é o melhor caminho para perder a confiança dos usuários. Uma aparência profissional é uma das melhores formas para ganhar confiança.

3.   Apresentar o fator Sim-Sim

Sean D’Souza fala sobre o fator sim-sim. Forneça aos seus clientes duas opções de compra: o produto normal com o preço padrão e uma segunda opção com um bônus especial por um valor um pouco maior.

Seus clientes estão mais propensos a comprar o seu produto. Por que isso? Quando você oferece uma opção adicional, como um produto com um bônus, seu cliente fica mais animado. Eles querem a opção com o pacote por um preço um pouco maior.

E você quer que o seu cliente gaste mais dinheiro com você ao mesmo tempo que vão estreitando os laços.

4.   Adicionar mais fatores de confiança

Eu estou realmente insistindo no fator “confiança”, não é? Pois é, isso é mesmo muito importante.

Bryan Eisenberg entende as necessidades de confiança. Ele escreveu um texto sobre pequenos pontos que podem aumentar as taxas de conversão. Essas são as garantias que dão aos seus clientes uma tranquilidade. Podem ser utilizadas logomarcas de empresas de segurança como a Thawte ou a imagem de um pequeno cadeado, deixando claro que a informação do cartão de crédito estará segura.

Seus clientes necessitam total garantia no último minuto de que seus dados estarão em segurança antes de clicar no botão “comprar”.

5.   A reversão do risco

Se você já realizou um bom trabalho no seu e-mail, seus clientes já estão cientes dos muitos benefícios de comprar o seu produto. Eles já leram todos os pontos e sabem o que terão. Além disso, eles entenderam o diferencial da sua oferta e você já respondeu às duas dúvidas.

Mas os seus clientes estão sempre com medo. Eles estão sempre com o medo de cometer um erro. Eles estão preocupados com algum risco desnecessário.

Como você pode reduzir o risco na cabeça dos seus clientes? Apresente a eles a reversão do risco. Jay Abraham, cujo nome se tornou sinônimo de reversão do risco, diz que quando você tira o fator de risco para o cliente, suas vendas decolam.

A reversão do risco pode ser algo como “Restituição Integral, Sem Perguntas”, ou ainda mais poderosa, “Restituição Integral + 10% para o Seu Problema”

Eu realmente recomendo o vídeo de Jay Abraham sobre esse tema.

É uma questão de confiança

Ao criar uma Landing Page para a sua campanha de E-mail Marketing é produzida uma continuidade desta confiança, o que ajuda a realização do negócio. A sua Landing Page precisa tranquilizar os seus clientes de que eles estão no lugar certo. O seu design precisa comunicar essa confiança, assim como o seu título.

Você também precisa deixar os seus clientes contentes com as opções de escolha que possuem. Apresentar a eles dois caminhos: a sua oferta padrão e algo um pouco mais caro, mas com um bônus. Isso aumenta a chance de eles comprarem, assim como aumenta a chance de eles gastarem mais dinheiro.

Então você deve deixar seus clientes tranquilos, clareando as coisas com itens de confiança. Eles não te conhecem pessoalmente e eles não querem seus dados de cartão de crédito nas mãos erradas. Deixe claro que com você, eles estarão em segurança.

Você precisa dar-lhes a certeza de que não estão cometendo um erro. Deixo o risco bem longe deles e veja as vendas subirem.

Entre outras ferramentas para criação de Landing Pages, eu recomendo Lander, Unbounce e HubSpot. Você poderá enviar automaticamente os novos leads para a sua aplicação de E-mail Marketing. É muito fácil e efetivo!

Quais são as suas Landing Pages para E-mail Marketing que obtiveram sucesso? Quero saber!

Anúncios

Plataforma de social commerce quer conquistar 1,5 milhão de pessoas em 2013

0,,69826032,00

Foi lançado na última semana, em versão beta, o shopping center online Plitzer. A nova plataforma de social commerce permite criar uma vitrine de compras e personalizá-la.

Você configura preferências e gera um catálogo com produtos do seu interesse, ou seja, uma lista de desejos. O sistema da ferramenta navega pela internet para buscar fotos e informações de produtos, de acordo com suas preferências citadas no cadastro.

O Plitzer também pode ser acessado através de sua conta no Facebook e conta com mais de 500 mil itens e 300 lojas cadastradas. Os produtos são de diversas categorias, como moda, casa, beleza, decoração e aparelhos eletrônicos. A empresa espera conquistar 1,5 milhão de usuários até o fim do ano.

Fonte: Revista PEGN

e-Commerce Search – Diferencial entre sites de comércio eletrônico

e-Commerce Search

Hoje em dia não basta ter apenas uma loja física, grandes e pequenas perceberam a internet como uma excelente oportunidade de maximizar as vendas. No entanto, essa atividade que parece fácil, não é tão simples quanto parece, pois diversos fatores influenciam na navegação do internauta. E uma das ferramentas que está chamando atenção é o e-Commerce Search.

O e-Commerce Search é uma tecnologia complexa para pesquisa de produtos voltada para lojas virtuais. O objetivo principal é encontrar o produto que o consumidor está pesquisando mesmo que ele utilize sinônimos, variações da palavra digitada ou cometa erros de português e digitação.

De acrodo com o site “Blog do e-Commerce”, a nova ferramenta promete diminuir em 885% a taxa de rejeição do site, aumentar em 281% o tempo de navegação do internauta no ambiente online, ampliar em quatro vezes as chances de compra e, elevar em 15% as vendas.

Grandes empresas do comércio eletrônico já adotaram o e-Commerce Search e garantem a qualidade. O CEO do site Corpo Perfeito, Leonardo Grinstein, afirmou que ficou bastante impressionado com a nova busca. “Ela é veloz, customizável e traz resultados relevantes. Isso se traduz em uma melhor experiência de compra para o usuário final e aumento na taxa de conversão”. Hoje seu site é, líder em vendas online de suplementos alimentares no Brasil.

O e-Commerce Search ainda dá seus primeiros passos em nosso país, se comparado com os Estados Unidos por exemplo. Porem, o que podemos afirmar hoje no Brasil é que aqueles que dispuserem das melhores ferramentas para cativar e auxiliar o internauta na busca por seus produtos sempre estará um passo à frente da concorrência.

Fonte: Blog do e-Commerce

Como as cores do site afetam nas compras?

O infográfico abaixo esclaresse a utilização das cores no e-commerce e o quanto elas podem afetar o comportamento dos consumidores.

Como as cores do site afetam nas compras?

Kiss Metrics criou um infográfico que explica como as cores afetam os consumidores nos sites de e-commerce, tal como o tipo de consumidores que cada cor atrai, como também outros elementos que podem influenciar na escolha por uma loja específica ou pela compra de um produto e/ou serviço.

Fonte: Ecommercebrasil

Comprador de preços lança ferramenta para tirar dúvidas com seus amigos antes da compra

Pergunte aos amigos Zoom

Em abril de 2012 A Nielsen realizou um estudo sobre o valor das opiniões dos amigos e familiares para os consumidores. Como resultado descobriu que 92% dos compradores entrevistados afirmam que confiam em recomendações de amigos e familiares, e 70% deles consideram as opiniões de outros consumidores online como a segunda fonte mais confiável.

Pensando nisso, o ZOOM, um comparador de preços e produtos, lançou uma nova ferramenta, “Perguntar aos Amigos”, que permite aos usuários consultarem a opinião de seus amigos do Facebook, durante a pesquisa do produto que desejam adquirir.

Confira o vídeo abaixo e veja como funciona o “Perguntar aos Amigos” do ZOOM:

Fonte: e-commerceNews, Bluebus

Você sabe o que é m-commerce?

m-commerce

O m-commerce é uma derivação do e-commerce, isto é, um comércio eletrônico que permite a realização de transações por meio de dispositivos móveis, como por exemplo, celulares e tablets.

No Brasil, o m-commerce ainda esta amadurecendo, de acordo com um estudo realizado pelo MEF, 79% dos brasileiros já utilizaram o celular em alguma fase do processo de compra de algum produto ou serviço, colocando o país à frente da média mundial, que é de 72%.

Para diversos especialistas não há nenhuma restrição quanto ao ramo de atividade da empresa para o m-commerce, desde que haja um público para consumir esse serviço.

Elcio Ferreira, diretor da Visie, explica que “embora o perfil do usuário seja importante, em minha opinião, o mais importante tem a ver com o tipo de produto vendido. Dificilmente alguém vai comprar uma geladeira pelo celular, embora possa usar o celular para obter informações na hora da compra.

Fonte: Brasil Promo

Redes sociais potencializam vendas no e-commerce

s-commerce-social-commerce

No processo de venda conhecer de perto os hábitos, preferências e escolhas do consumidor é considerado uma “mina de ouro”, principalmente pelas empresas de e-commerce. Por esse motivo as redes sociais se tornaram um excelente banco de dados e as empresas estão utilizando-as para se aproximar ainda mais dos consumidores, otimizando assim suas vendas na web.

Essa integração é conhecida como Social Commerce, s-commerce, e faz parte da evolução do comércio eletrônico que está crescendo aos poucos aqui no Brasil.

Ricardo Sangion, Growth Manager do Facebook explica que “diferente do e-commerce, no s-commerce o consumidor passa a receber em sua página informações sobre seu universo, através das escolhas dos amigos e do mundo social ao seu redor, o que oferece ao funcionário uma experiência totalmente personalizada.”

O Portal FDBE NEXION realizou um estudo sobre s-commerce e revelou números que demonstram a eficiência desse novo segmento:

  • 41% foi o crescimento do e-commerce no Brasil em 2010;
  • 85% dos 78 milhões de internautas do Brasil, afirmam que a utilização das redes sociais é um dos principais motivos do acesso online;
  • 40% dos e-consumidores utilizam as redes sociais para as compras online;
  •  32% dos usuários de redes sociais acessam páginas sociais de empresas pelo menos uma vez por mês;
  •  92% dos consumidores sofrem a influência da recomendação amigos nas decisões de compras;
  •  56% dos usuários do Facebook já acessaram um site de e-commerce após ler um post na rede social;]
  •  40% foi o aumento no número de acessos da página social da Levi’s após a marca inserir o botão “Curtir” em seu website.
Fonte: Portal FDBE NEXION